Zinho detona Domènec: “Não fica arrumando desculpa”
Zinho detona Domènec: “Não fica arrumando desculpa”
Publicidade

COLUNA DO FLA: Apesar da boa fase no Brasileirão, o Flamengo vive momento instável nos bastidores. Um dos principais motivos é a entrevista do técnico Domènec Torrent, que expôs muito dos bastidores do clube e criou um clima de tensão entre ele e o Mais Querido. Porém, o comentarista dos canais Disney, e ex-jogador do Fla, Zinho, saiu em defesa do Mengo e alfinetou muito o catalão. Em suma, ele detonou Dome, pediu respeito à história do Rubro-Negro.

– Dome, respeita o Flamengo. Segue sua vida, sua carreira, você tem muita coisa para conquistar, já foi auxiliar de um dos grandes treinadores. Faltou aprender com ele que quando sai de um clube, vira a página. A história do Flamengo é muito grande. O futebol brasileiro é diferente da Inglaterra, da Espanha. O nosso país é maior. O futebol brasileiro tem muito mais time grande que nesses países. Ganhar tudo com Bayern de Munique, com Barcelona, é natural. – comentou

Publicidade

Ainda sob essa linha de raciocínio, Zinho continuou martelando a entrevista, agora abordando um dos temas mais polêmicos do futebol brasileiro: o Brasileirão de 1987. Para o ex-jogador, todo torcedor rubro-negro deveria se ressentir com o esquecimento do caneco, e que a fala não passou de uma ‘desculpa’ para o despreparo dele e de sua comissão técnica. Vale lembrar que o comentarista era um dos titulares da campanha de título da Copa União.

– Ele não conhece a história do futebol brasileiro para falar o que falou. E tirou o título do Flamengo. Em 1987, o Flamengo é campeão brasileiro também. Um time que venceu os melhores times do Brasil, que tinha cinco campeões do mundo. Dome, estuda mais antes de dar uma entrevista. Vira a página, segue a vida. Você está começando a carreira como treinador principal e veio para o time de maior torcida do Brasil. Não fica arrumando desculpa para uma coisa que você não estava preparado para fazer. – finalizou

Domènec Torrent chegou ao Flamengo ao Flamengo após a saída de Jorge Jesus para o Benfica. O Flamengo precisava de um nome imediatamente, visto que o português foi embora já no início da temporada. No entanto, a passagem do catalão no Rubro-Negro não foi aprovada e ele acabou sendo demitido do Fla. Sem clube, o treinador concedeu a primeira entrevista após a demissão e falou sobre os problemas internos do Mais Querido.

Publicidade