Willian Arão tem duas semanas para pagar indenização ao Botafogo
Willian Arão tem duas semanas para pagar indenização ao Botafogo
Publicidade

COLUNA DO FLA: Willian Arão chegou ao Flamengo em 2016, após passagem pelo Botafogo. A saída do Alvinegro, no entanto, ainda rende frutos – não tão positivos -, ao volante. Por descumprimento da renovação automática de contrato com o clube do Nilton Santos, o camisa 5 foi multado em R$ 4,8 milhões, e precisa ‘depositar’ o valor ao ex-clube em até 15 dias, a partir da última sexta-feira (28).

No final de 2015, Willian Arão deixou o Botafogo para acertar com o Rubro-Negro, descumprindo a cláusula de renovação automática. Em outubro de 2019, o volante foi condenado a ressarcir o clube em cerca de R$ 4 milhões. Vale destacar que, o então técnico do Alvinegro, Oswaldo de Oliveira, tem a receber cerca de R$ 800 mil reais do Clube de General Severiano, valor que deve ser descontado da ação que envolve o camisa 5 do Flamengo. A informação é do “Canal do Mandy”.

Publicidade

Cabe lembrar, também, que não há mais recurso para Willian Arão, e que o Botafogo já pediu a execução do caso. Sendo assim, o volante tem até o próximo dia 12 de junho para depositar o valor aos cofres do Alvinegro, que não vive boa fase financeira. No último balanço divulgado pelo clube, a dívida total gira em pouco mais de R$ 1 bilhão.

Enquanto o Botafogo vive má fase dentro e fora as quatro linhas, Willian Arão segue rumos contrários ao ex-clube. O volante, que recenetemente completou 300 jogos com o Manto Sagrado, é multicampeão pelo Flamengo e já ergueu o total de nove títulos: três Campeonatos Cariocas, dois Campeonatos Brasileiros, duas Supercopas do Brasil, uma Copa Libertadores e uma Recopa Sul-Americana.

Publicidade