Vídeo: Atacante da seleção espanhola não descarta acerto com o Flamo engo no futuro e rasga elogios ao rubro negro
Vídeo: Atacante da seleção espanhola não descarta acerto com o Flamo engo no futuro e rasga elogios ao rubro negro

Diego Costa está em alta no futebol espanhol. Depois de retornar ao Atlético de Madrid, o centroavante voltou a se tornar um dos homens de confiança do treinador argentino Diego Pablo Simeone.

Em entrevista concedida ao canal Que Partidazo!, no Youtube, o jogador não ficou em cima do muro ao falar sobre uma eventual vinda ao Brasil e colocou o Flamengo como possível destino, apesar de destacar que precisaria estar bem fisicamente.

— O Flamengo é o time que todo jogador vai querer ir. E não só brasileiros. Ainda mais com todo esse crescimento do time. Automaticamente vai chegar um momento em que os jogadores vão estar se oferecendo, como já se oferecem. Vai chegar um momento em que não será fácil jogar lá

– Não sei (se vou estar no Flamengo daqui a dois ou três anos). Eu só jogaria em um clube brasileiro se eu me sentir bem fisicamente, porque é uma pressão extra, o torcedor é apaixonado. Então jamais iria se estivesse limitado fisicamente. Mas lógico que eu tenho vontade de jogar no Brasil, porque eu nunca joguei. Tenho esse sonho. Se chega um clube como o Flamengo, você não vai dizer não se estiver bem -, ressaltou.

Diego Costa passou a se tornar assunto recorrente no Flamengo após ida ao Maracanã para acompanhar a um jogo do Rubro-Negro, contra o Botafogo, em 2017. O jogador de 30 anos também foi flagrado horas depois utilizando uma camisa do clube no avião. Em entrevista à FOX Sports, o brasileiro naturalizado espanhol explicou a situação, mas não evitou que a torcida do Fla invadisse as suas redes sociais pedindo um acerto com a equipe carioca.

– Estava lá na minha cidade e conversei com o Diego Ribas, que é meu amigo, a gente sempre jogou junto, para ver se tinha alguma possibilidade de vir prestigiar esse grande jogo e ele falou que sim. E então aproveitei para conhecer o Maracanã e a torcida do Flamengo -, disse o jogador à época.

Retirado de: Coluna do Fla