Torcedor do Flamengo é demitido de seu emprego após discutir com jornalista da ESPN; veja repercussão   Gávea News
Torcedor do Flamengo é demitido de seu emprego após discutir com jornalista da ESPN; veja repercussão Gávea News

Comumente polêmico em suas redes sociais, principalmente em seu Twitter, onde carrega uma legião de admiradores e também de haters, o jornalista Mauro Cezar Pereira se envolveu em uma nova discussão com um torcedor do Flamengo.

Contudo, desta vez, a polêmica não se restringiu apenas na web, isto porque o torcedor acabou perdendo o emprego após o comentarista da ESPN mandou um e-mail para a empresa reclamando do funcionário.

Além de encaminhar a reclamação à empresa, Mauro Cezar ainda tuitou uma resposta ao rubro-negro Reginaldo Guillarducci, com uma imagem mostrando o nome da empresa, questionando se a mesma incentivava seus funcionários a xingar os outros por conta de futebol.

A atitude do torcedor combinada com a ação de Mauro, não caiu bem na Arcelor, e Reginaldo Guillarducci, responsável pela supervisão de produção acabou sendo demitido. Arrependido pelo xingamento ao jornalista, o rubro-negro pediu desculpas, mas revelou que foi comunicado da demissão no dia seguinte ao episódio.

– Acordei cinco horas da manhã para trabalhar, trabalhei o dia todo e no final do horário fui chamado para o escritório do gerente. Quando eu cheguei, as conversas com o Mauro Cezar já estavam impressas na mesa”, conta o supervisor de produção: “O que tem a ver a Arcelor com o jogo do Flamengo? Eu estava em casa, com o meu celular, não com o celular corporativo. Estava na sala da minha casa. Posso ter errado de ter xingado, mas não tem nada a ver com a empresa – disse o torcedor ao ‘Jornal Meia Hora’.

Na mesma postagem feita por Mauro, diversos torcedores criticaram a sua postura, influenciando a demissão de um pai de família.

– Mauro, tu é um cara muito top, gosto de você, mas o que você fez não foi justo. Deixou um pai de família desempregado por causa de futebol? Você continua com seu emprego e o cara que também tem família, como fica? – indagou um torcedor.

– Parabéns por essa atitude Mauro Cezar. Você acaba de deixar um pai de família desempregado. Num momento difícil de nosso país. Como você irá dormir sabendo disso? O que o trabalho dele tinha a ver com a discussão de vocês sobre um jogo de futebol? Tenha dignidade de fazer algo – disse outro.

Retirado de: Torcedores