Thiago Mendes pede ao Lyon para jogar no Flamengo
Thiago Mendes pede ao Lyon para jogar no Flamengo
Publicidade

COSME RIMOLI: Uma oportunidade de mercado. É assim que a diretoria do Flamengo encara a negociação com Kenedy, atacante do Chelsea. O jogador é canhoto, ágil, inteligente e tem apenas 25 anos.

Revelado pelo Fluminense, acabou sendo adquirido por um grupo de empresários, em 2015, por 10 milhões de dólares, cerca de R$ 49 milhões, e transferido para o clube inglês. Não conseguiu se firmar na equipe. E, com contrato até 2024, perambulou por várias equipes europeias por empréstimo. Watford, Newcastle, Getafe e Granada.

Publicidade

O jogador teve bom rendimento no Granada e esperava voltar a ter espaço no Chelsea. Mas, ao saber que seria emprestado novamente, avisou ao seu empresário, Evandro Ferreira, que aceitar jogar no Flamengo. Quem cobiça o atacante desde o início do ano é o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz. O dirigente é admirador do futebol de Kenedy desde que ele surgiu na base do rival.

Rogério Ceni aceitou a transação e entende a provável vinda do jogador como uma reposição porque a direção do Flamengo acredita que negociará Michael na janela deste meio de ano – há clubes árabes interessados no atacante. O desejo carioca é ter o atleta por empréstimo, com passe fixado. Se ele conseguir disputar um número específico de jogos, o Flamengo se compromete a comprá-lo.

Em compensação, a contratação que o técnico mais deseja não está fácil: Thiago Mendes. Ceni já entrou em contato direto com o volante. Os dois trabalharam juntos no São Paulo e o técnico nunca perdoou o ex-presidente do clube paulista, o inseguro Leco, por haver vendido o jogador que considerava fundamental no time que estava montando. Ele foi para o Lille por 8 milhões de euros, cerca de R$ 47 milhões, e mostrou ótimo futebol entre 2017 e 2019. Thiago foi tão bem, que acabou vendido para o Lyon por 25 milhões de euros, cerca de R$ 147 milhões, em 2019.

Thiago Mendes quer jogar no Flamengo e pediu para que a negociação fosse fechada. Porém, a diretoria do Lyon, a princípio, não aceita emprestar o atleta. E Rogério Ceni acredita que ele será o jogador ideal para o lugar de Gerson, que foi para o Olympique de Marseille.

Publicidade