Rodrigo Caio desfalcou o Flamengo em 20 jogos nos últimos 6 meses
Rodrigo Caio desfalcou o Flamengo em 20 jogos nos últimos 6 meses
Publicidade

COLUNA DO FLA: A fragilidade no setor defensivo acompanha Rogério Ceni desde sua chegada ao Flamengo, em novembro de 2020. Logo na estreia, contra o São Paulo, pela fase mata-mata da Copa do Brasil, o técnico precisou encontrar meios para substituir Rodrigo Caio – ausente nos seis primeiros jogos sob seu comando. Nesta quarta-feira (19), o treinador realiza seu 36º compromisso pelo Mais Querido e o 20º sem poder contar com o zagueiro.

Apesar de ter retornado aos gramados no último sábado (15), pelo primeiro jogo da decisão do Carioca, Rodrigo Caio sequer foi relacionado para o compromisso contra a LDU nesta quarta-feira (19), valendo vaga as oitavas de final da Libertadores. Cabe destacar que desta vez, porém, foi uma escolha da comissão técnica – a fim de preservá-lo no reencontro com o Fluminense, dia 22.

Publicidade

A partida desta quarta (19) pode classificar o Mais Querido às oitavas de final, e Rodrigo Caio ainda não estreou pela Libertadores 2021. Nesta temporada atual, o defensor participou de três compromissos pelo Carioca (dois empates e uma vitória) e um pelo bicampeonato da Supercopa do Brasil. O zagueiro foi responsável pela cobrança do título, mas se lesionou no empate com a Portuguesa e passou um mês se recuperando.

Além de Rodrigo Caio, outra ausência bastante sentida no setor defensivo é a de Diego Alves. O goleiro também é baixa confirmada para o jogo contra a LDU, pela quinta rodada da Libertadores, às 21h (horário de Brasília), no Maracanã. No geral, o arqueiro esteve presente em 18 partidas sob o comando de Rogério Ceni e nesta quarta (19) completa a mesma quantidade como ausência.

Renê, Thiago Maia e César seguem em tratamento no departamento médico e também não estão à disposição de Rogério Ceni. Por outro lado, Michael se recuperou do problema no tornozelo e é opção de banco nesta noite (19), às 21h, no Maracanã. Se triunfar, o Flamengo garante a liderança do grupo G da Libertadores.

Publicidade