Rival histórico do Manchester United quer contar com craque do Flamengo em 2023
Rival histórico do Manchester United quer contar com craque do Flamengo em 2023
Publicidade

NossoFla: Com a disputa da Copa do Mundo, os clubes já começam a se mexer em busca de novos reforços. Com a abertura da janela de transferência em janeiro, os times europeus estão de olho na América do Sul em busca de novos craques. Com o Leeds United, da Inglaterra, não é diferente. Na última janela, o clube da cidade de Leeds perdeu dois de seus melhores jogadores: Raphinha, vendido ao Barcelona e Kalvin Phillips que foi para o Manchester City.

Dessa forma, o clube inglês buscou novas peças de reposição, mas quer ir além na próxima janela de transferência. Um dos principais atacantes da equipe, o inglês de 29 anos, Patrick Bamford, acumula uma série de lesões e não consegue ter muitas sequências. Com isso, o Leeds quer ir ao mercado em busca de algum jogador com as características do jogador inglês, ou seja, boa estatura, joga bem com as duas pernas, ter forte presença dentro da área e que também saiba fazer muito bem o papel de pivô.

Publicidade

Tendo essas características em vista, segundo informações do repórter da BBC, Guy Mowbray, o Leeds United está de olho em Pedro do Flamengo. Atualmente, o craque Rubro-Negro está com a seleção brasileira no Catar para disputa da Copa do Mundo. O Brasil faz sua estreia no mundial amanhã (24), às 16h (horário de Brasília), contra a Sérvia.

Para a partida, o técnico Tite vai fazer algumas modificações, dentre elas, começar o jogo com Vinícius Júnior e recuar Lucas Paquetá para a posição de segundo volante. Aliado a isso, contar também no ataque com Neymar, Richarlison e Raphinha. Tendo em vista que a Sérvia tem um lado direito mais enfraquecido, talvez a ideia do treinador seja em utilizar Vinícius para explorar as costas do lateral.

Além disso, uma outra decisão a ser tomada foi com relação a braçadeira de capitão. O zagueiro Thiago Silva vai recebê-la, mas ainda não se sabe se haverá um rodízio de faixa como aconteceu na Copa do Mundo da Rússia em que em cada partida, um jogador diferente recebia a braçadeira.

Publicidade