Renato Gaúcho pode ser demitido pelo Flamengo neste domingo
Renato Gaúcho pode ser demitido pelo Flamengo neste domingo
Publicidade

A derrota em Montevidéu ganhou contornos de última dança de Renato Gaúcho no Flamengo.

Muito questionado externamente e internamente, o treinador não se conteve e chorou no discurso para os jogadores após a derrota para o Palmeiras na final da Libertadores. Com contrato até o fim do ano, tem chances remotíssimas de seguir no clube e a diretoria avaliará se a ruptura acontecerá de imediato ou após o Brasileirão na volta ao Rio.

Publicidade

Renato assumiu a palavra na roda de oração no vestiário e não conseguiu segurar as lágrimas. Em discurso emocionado, disse que foi um prazer trabalhar com este grupo de jogadores e deixou o futuro em aberto.

— Meu contrato termina no próximo dia 30, essa pergunta deve ser feita ao presidente, para o Marcos Braz, para a diretoria. A decisão agora é da diretoria, disse na coletiva pós-jogo.

Independentemente do resultado, a permanência do treinador estava em xeque fosse pelo trabalho que não é bem avaliado, fosse por atitudes no dia a dia que irritam jogadores. Terça-feira, dia do empate com o Grêmio, por exemplo, Renato não foi ao CT do próprio clube gaúcho dar treino para os titulares, o que causou irritação.

Em meio ao clima de velório após o vice-campeonato, a diretoria deixou para tomar uma decisão na volta ao Rio de Janeiro. Com mais quatro partidas pela frente pelo Brasileirão, o debate está entre a saída imediata ou se aguarda o término da temporada em busca de um nome de consenso.

O Flamengo volta ao Rio de Janeiro ainda na madrugada deste domingo e na próxima terça-feira tem pela frente o Ceará, no Maracanã, pela 35ª rodada do Brasileirão. Com 67 pontos, a equipe é a segunda colocada, atrás do Atlético-MG, que tem 75.

Retirado de: Globo Esporte

Publicidade