Record paga primeira parcela da Cota de TV do Carioca 2021
Record paga primeira parcela da Cota de TV do Carioca 2021
Publicidade

ESPORTE NEWS MUNDO: POR DAVID NASCIMENTO E MATHEUS COSTA

Na última sexta-feira, um dia antes do fim da edição 2021 do Campeonato Carioca, a Record TV começou a efetuar o pagamento dos valores referentes aos direitos de transmissão em TV aberta. O Esporte News Mundo teve acesso a documentos que a emissora informa o início do pagamento aos clubes, a ser realizado em duas parcelas: a primeira neste mês e a segunda no mês que vem.

Publicidade

Um dos documentos obtidos pelo ENM é relacionado ao Botafogo. Nele, a Record afirma que no total R$ 288 mil foram destinados ao clube pelos direitos de transmissão neste ano do Estadual em TV aberta. A primeira parcela, no valor de R$ 72 mil, já foi paga na última sexta-feira. A segunda parcela, no montante de R$ 216 mil, será paga em junho deste ano.

Os valores referentes aos direitos de transmissão do Carioca de 2022 serão pagos somente no próximo ano, não cabendo hipótese de antecipação. No próprio caso do Botafogo, por exemplo, todo o valor oriundo da Record já está comprometido por meio de penhoras na Justiça.

Os quatro clubes grandes – Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco – ficaram por dividir igualmente 60% do valor líquido referente aos direitos de transmissão na TV aberta. Os 40% restantes ficaram para divisão entre os clubes pequenos, também igualmente – o que dá menos de R$ 100 mil para cada clube. O total oriundo da rede de televisão para divisão entre os clubes não chegou na primeira temporada do acordo a nem R$ 2 milhões.

Um ponto importante a destacar é o de que as premiações, anteriormente previstas, não serão pagas aos finalistas do Campeonato Carioca e da Taça Rio. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), responsável por esses pagamentos, informou que a expectativa não foi atingida do valor global de arrecadação da competição neste primeiro ano de novo modelo de negócio, após a saída da transmissão do Grupo Globo.

Nos bastidores, com exceção do Flamengo, que levou um elevado valor por meio do seu sistema de pay-per-view do Carioca, há clima de insatisfação com os valores finais a serem recebidos, por todas as plataformas, devido aos direitos de transmissão do Campeonato Carioca deste ano. Há a expectativa de que para 2022 sejam tentados aditivos, em uma nova negociação do formato de olho na diminuição da discrepância entre os clubes.

No total pelo atual contrato, a Record desembolsou R$ 11 milhões pelo Campeonato Carioca deste ano, e desembolsará mais R$ 15 milhões para a transmissão no ano que vem – totalizando R$ 26 milhões pelos dois anos de vínculo. Entretanto, a maior parte deste montante não vai para os clubes, e sim no pagamento da operação do PPV do Estadual na TV por assinatura. Ainda deste valor, há uma parte destinada à Ferj e impostos.

Publicidade