Projeto avança e Flamengo deve fechar a compra do Tondela este ano
Projeto avança e Flamengo deve fechar a compra do Tondela este ano
Publicidade

BLOG DO RODRIGO MATTOS: A diretoria do Flamengo e seus parceiros avançam no projeto de compra de um clube de Portugal. Já existem uma empresa levantando investidores, um rascunho de contrato, um time alvo e uma sinalização positiva da cúpula rubro-negra. A intenção é concluir o projeto até o final do ano.

Como explicado no blog, o projeto não envolve investimento por parte do Flamengo. A agremiação rubro-negra entrará com a marca que será remunerada com um percentual da propriedade do clube.

Publicidade

A empresa “Win the Game” e o banco BTG são os responsáveis pelo projeto. Já trabalham na captação de investidores para levantar o capital para a compra do clube. Há uma intenção de criar cotas com alto valor mínimo, o que deve restringir interessados a instituições.

O projeto já foi apresentado ao Conselho de Administração do Flamengo, no início do mês passado, e teve boa aceitação. Os dados mostrados pelo vice de Finanças, Rodrigo Tostes, foram básicos. Mas houve uma sinalização positiva para seguir com o projeto.

Agora, as partes trabalham em um contrato para selar a parceria. Esse acordo deve ter de passar pelos poderes do clube, isto é, o Conselho Deliberativo. Um ponto importante é qual percentual do clube pertencerá ao Flamengo, o que será dito por uma avaliação da EY. Há a expectativa de um percentual entre 20% e 30% para o Rubro-Negro.

As negociações mais avançadas são para a compra do Clube Desportivo Tondela, atualmente time da Primeira Divisão de Portugal. Já foram avaliadas as estruturas físicas do clube, como CT e estádio. A impressão foi positiva de que a agremiação conta com estrutura simples, mas mais bem cuidada até do que times de primeira linha do Brasil. Outras possibilidades seriam de um investimento menor em uma equipe na Segunda Divisão.

A intenção é que o negócio seja fechado até o final do ano. O projeto tem como Norte gerar receitas em euros para o Flamengo e, obviamente, para os investidores. O clube poderia colocar jogadores jovens no time da Europa, aumentado, assim, os valores obtidos com transferências.

Publicidade