Processo contra Marcos Braz no Flamengo é arquivado
Processo contra Marcos Braz no Flamengo é arquivado
Publicidade

Marcos Braz foi eleito Vereador pela cidade do Rio de Janeiro – Foto: Divulgação

GLOBO ESPORTE: Por Raphael Zarko

Publicidade

O processo contra o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, acusado de utilização da máquina do clube nas eleições municipais do Rio de Janeiro, em 2020, foi arquivado em decisão do presidente do Conselho de Administração rubro-negro, Bernardo Amaral. O dirigente foi eleito vereador com 40.938 votos.

O pedido de investigação havia sido proposto pelo sócio proprietário e candidato derrotado nas eleições do Fla em 2018, José Carlos Isidro Pereira, conhecido como Peruano. Segundo a denúncia, Braz teria se utilizado das cores do clube, de dizeres que remetem ao Flamengo, além do uso de funcionários pedindo voto nas dependências do clube durante a campanha eleitoral.

Na decisão, o presidente do Conselho de Administração afirma que os fundamentos trazidos pela Comissão Provisória de Inquérito demonstram “não haver” elementos suficientes para dar prosseguimento à denúncia, e ressalta que a própria CPI recomendou o arquivamento no parecer.

Publicidade