Prefeitura do Rio veta até convidados para final entre Flamengo x Fluminense
Prefeitura do Rio veta até convidados para final entre Flamengo x Fluminense
Publicidade

GLOBO ESPORTE: A Prefeitura do Rio de Janeiro voltou a proibir a presença de público nos jogos das finais do Campeonato Carioca, entre Flamengo e Fluminense. Na tarde desta quinta-feira, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) solicitou ao secretário de saúde do município, Daniel Soranz, a autorização para cada clube levar 80 convidados para o clássico decisivo desde sábado, às 21h05 (de Brasília), no Maracanã. Mas o pedido, que envolvia uma promessa de distanciamento entre as pessoas na arquibancada, foi negado à noite.

Em contato com o ge, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro encaminhou a seguinte resposta:

Publicidade

“A Secretaria Municipal de Saúde reitera que, durante a vigência do Decreto Rio Nº 48425, de 13 de janeiro de 2021, está suspensa a presença de público em estádios e ginásios esportivos, ainda que se trate de convidados não pagantes. Somente está liberada a presença de atletas, comissões técnicas e de arbitragem, profissionais de imprensa e demais ocupações essenciais ao funcionamento do espaço esportivo.

Diante da legislação em vigor, a Secretaria Municipal de Saúde indeferiu a solicitação encaminhada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ)”.

A primeira partida da final do Carioca de 2021 teve pequeno público em meio à pandemia da Covid-19: a Ferj liberou 150 convidados para cada clube, mas sem pedir autorização ao governo. A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro multou a administração do Maracanã, gerido em conjunto por Flamengo e Fluminense, em R$ 14.060,72 por “infração sanitária gravíssima”.

Ao todo, a federação registrou 148 convidados no Fla-Flu do último sábado – além a maioria de rubro-negros (total de 114), havia também patrocinadores, funcionários da Record e da Secretaria de Esportes do governo do Rio. Cerca de cinco torcedores tricolores também foram vistos na arquibancada, mas segundo o Fluminense eram convidados da Ferj.

Os convidados não fizeram testes de Covid-19 e foram só orientados a usarem máscara e respeitarem distanciamento entre eles. Depois do primeiro jogo da final, teve confusão na saída de campo entre Fred, Mario Bittencourt, presidente do Fluminense, e pessoas do lado do Flamengo na arquibancada. O clima também esquentou na saída dos convidados e houve novo tumulto na área interna do estádio.

Publicidade