Pesquisa: Torcida do Flamengo cresce em Pernambuco
Pesquisa: Torcida do Flamengo cresce em Pernambuco
Publicidade

CASSIO ZIRPOLI: Após três anos, o Instituto Múltipla voltou a fazer uma pesquisa de torcida em Pernambuco, com o novo cenário trazendo mudanças significativas. Sport e Santa seguem com as maiores torcidas, embora a diferença no levantamento, obtido pelo blog, tenha subido de 3,5% para 10,4%, com a margem de erro sendo um fator importante na análise, além dos resultados.

Falando em resultados, o Flamengo empilhou taças no período, com destaque para a Libertadores de 2019 e o bi no Brasileirão. No Estado, a possível consequência já pode ser vista no avanço no ranking, saltando de 5º para 3º lugar, com 6%. A presença mais marcante do Fla está no Sertão, onde passou de 18,5% para 23,5%. Já o Náutico manteve a 4º colocação em PE, aparecendo com um percentual maior, até porque ganhou a Série C e um Estadual sobre o rival. A maior queda, então, foi do Corinthians, de 3º para 5º lugar, com 3,6 pontos percentuais a menos.

Publicidade

Considerando a estabilidade dos números na capital e na região metropolitana, a inversão de torcedores do Corinthians tende a ter acontecido diretamente com o Flamengo. Tanto que a soma de torcedores locais, com rubro-negros, tricolores e alvirrubros, subiu de 29,9% para 34,0%. Calculando os dados com as estimativas populacionais do IBGE nos dois anos, isso significa que, de forma absoluta, a torcida do trio de ferro aumentou de 2,84 milhões para 3,28 milhões. Quem também melhorou foi o Palmeiras, não por acaso com um título da Série A e uma Libertadores, atraindo a simpatia de uma parcela mais volúvel do público – este fenômeno “resultadista” é visto em qualquer pesquisa, sempre com mudanças brandas.

Em relação à pesquisa anterior do Instituto Múltipla, a amostragem cresceu de 600 para 1.000 entrevistados, melhorando um pouco a margem de erro, de 4,1% para 3,1%. Ou seja, observando por exemplo o Clássico das Multidões, a conta poderia ser tanto Sport 22,4% x 5,8% Santa quanto Sport 16,2% x 12,0% Santa. Neste caso, portanto, não há empate técnico.

Outra mudança importante neste estudo refere-se à parcela da população que não torce por ninguém. O dado anterior, de 46,5%, já havia sido muito acima da média vista em outros institutos, como Ibope e Datafolha, que oscilam entre 20% e 30%. Desta vez ficou ainda maior, agora em 47,5%, beirando a metade da população pernambucana. Esse desinteresse pode ser levado por vários fatores, como falta de resultados satisfatórios, de jogos de devido pandemia, ou até mesmo desapego. Seja qual for, este dado precisa demandar uma atenção grande…

Assunto no embalo das pesquisas políticas O questionário sobre o futebol foi produzido a partir de uma pesquisa política, já divulgada, sobre as intenções de voto para o governo federal de acordo com o eleitorado de Pernambuco. Devido ao elevado custo de levantamentos do tipo, é algo bem comum “juntar” o futebol à política – a última pesquisa exclusiva sobre comportamentos do futebol foi feita em 2017, pelo Ibope, com o “DNA Torcedor”. Logo, a eleição de 2022 deverá trazer mais pesquisas em breve.

Pesquisa em Pernambuco, via Instituto Múltipla Período: 28/08/2021 a 01/09/2021 População estimada: 9.674.793 habitantes (IBGE/2021) Público: 1.000 entrevistados (66 municípios) Margem de erro: 3,1%

1º) Sport – 19,3% (1.867.235) 2º) Santa Cruz – 8,9% (861.056) 3º) Flamengo – 6,0% (580.487) 4º) Náutico – 5,8% (561.137) 5º) Corinthians – 4,9% (474.064) 6º) Palmeiras – 3,2% (309.593) 7º) São Paulo – 2,1% (203.170) Outros times – 2,3% (222.520) Sem clube – 47,5% (4.595.526)

A maior presença de cada clube por mesorregião em PE: Sport – Capital (39,3%) Santa Cruz – Capital (16,1%) Flamengo – Sertão (23,5%) Náutico – Capital (10,7%) Corinthians – Sertão (10,1%) Palmeiras – Agreste (7,5%) São Paulo – Sertão (6,7%)

A variação entre as pesquisas de 2018 e 2021, em pontos percentuais +5,14% – Sport (mesma posição, líder) +1,17% – Flamengo (+2 posições, 3º) +0,87% – Palmeiras (mesma posição, 6º) +0,64% – Náutico (mesma posição, 4º) -0,03% – São Paulo (-1 posição, 7º) -1,76% – Santa Cruz (mesmo posição, 2º) -3,60% – Corinthians (-2 posições, 5º)

Publicidade