Pedida de “Luvas” é o que ainda separa Rafinha do Flamengo
Pedida de “Luvas” é o que ainda separa Rafinha do Flamengo
Publicidade

Rafinha beijando troféu de campeão Brasileiro pelo Flamengo – Foto: Divulgação

O DIA: POR VENÊ CASAGRANDE

Publicidade

O Flamengo e o lateral-direito Rafinha ainda não chegaram a um acordo para que o jogador retorne ao Ninho do Urubu. O que está impedindo que as partes cheguem a um denominador comum é o valor da “luva” que o experiente atleta receberia ao fechar com o Rubro-Negro carioca.

A cúpula do Flamengo apresentou as condições a Rafinha no dia 5 de fevereiro. O jogador recebeu a oferta rubro-negra e depois fez uma contraproposta, com valores diferentes. Agora, a diretoria analisa a pedida do jogador. Como há uma boa relação entre as partes, as conversas estão fluindo ‘de maneira natural’.

Obs: “Luva” é o valor que o clube paga ao jogador sem contrato com outra equipe, com a finalidade de atrair o profissional que está valorizado no mercado para compor sua equipe.

A ideia do Flamengo é ter Rafinha com contrato até dezembro de 2021, quando acaba a gestão de Rodolfo Landim e com um custo sem colocar em risco o orçamento do clube.

Rafinha recebeu contato do Flamengo logo depois de rescindir com o Olympiacos, da Grécia. Dias depois, ele retornou ao Brasil para estudar o próximo passo que dará na carreira. A ideia é fechar com algum clube da Série A do futebol brasileiro e depois acertar o retorno ao Coritiba, clube que deu os primeiros passos no futebol, em 2004.

Recentemente, em entrevista coletiva, Marcos Braz, vice de futebol do Flamengo, falou sobre a negociação com Rafinha e chegou a revelar que as ‘questões estavam avançadas’.

“Já encaminhamos uma proposta do Flamengo, apresentando algumas questões diferentes de quando ele chegou em 2019. Passamos para ele todos os itens, colocamos alguns pontos em relação ao que o Flamengo e todos os times estão passando. Esperamos ser compreendidos por ele. As questões estão avançadas, mas temos tempo para fazer essa contratação e o atleta para avaliar. Esperamos um final feliz como na primeira vez. Não depende só do Flamengo”, disse Braz.

No dia 14 de fevereiro, através de um vídeo em que aparecia fazendo rima com um amigo, Rafinha soltou que estava perto de assinar com o Flamengo. O jogador não tem pressa para definir o futuro e está estudando as possibilidades. No futebol brasileiro, o Rubro-Negro carioca, clube em que o lateral fez sucesso em 2019, é a prioridade dele.

Rafinha está com 35 anos e, além de Flamengo e Coritiba, vestiu as camisas do Schalke 04 e Bayern de Munique, ambos da Alemanha, Genoa, da Itália, e Olympiacos.

Publicidade