“O Renato não é um técnico muito tático, é mais um gestor de grupo”, diz Mauro
“O Renato não é um técnico muito tático, é mais um gestor de grupo”, diz Mauro
Publicidade

DIÁRIO DO FLA: O comentarista Mauro Cezar Pereira participa do “Fim de Papo”, live pós-rodada do UOL Esporte e analisou os primeiros dias de Renato Gaúcho no comando do Flamengo. Para ele, o comandante Rubro-Negro é um ótimo gestor de grupo.

“O Renato não é um técnico muito tático, de profundos conhecimentos estratégicos. É um bom gestor de grupo, experiente, sabe lidar com certas situações e acho que essa é a grande virtude dele. Tenho certeza de que alguns jogadores do Flamengo, como Filipe Luis, Diego, Diego Alves, tenham mais conteúdo de estratégia de jogo do que o próprio Renato. Houve ao longo da semana de ele dialogar com os jogadores e entender onde eles se sentem mais à vontade e fazer algumas modificações pontuais”.

Publicidade

Renato Gaúcho estreou no Brasileirão no comando do Mais Querido contra o Bahia. O Mengão goleou o adversário por 5 a 0 e mostrou um futebol que não víamos nos últimos jogos. Foi um desempenho para recuperar a confiança da torcida e dos atletas.

“O grande mérito do Renato foi ajustar o time de uma maneira em que ele preservou o que encontrou, fazendo alguns ajustes e as características dos jogadores de maneira que possa tirar potencial de cada um. O Renato é muito bom em passar segurança para os jogadores. Isso pode ser importante, porque o aspecto psicológico pesa. Foi dito para ele desde o começo que o Flamengo quer o Brasileiro. E agora que os jogadores voltaram, com quase todos à disposição, ele tem elenco para mexer. Pela primeira vez Gabigol, Everton Ribeiro, Isla e Arrascaeta jogaram juntos no Brasileiro”, concluiu Mauro.

Publicidade