“O Flamengo tem mais força que 19 clubes e a CBF”, diz VP do Grêmio
“O Flamengo tem mais força que 19 clubes e a CBF”, diz VP do Grêmio
Publicidade

ZERO HORA: A decisão do presidente do STJD, Otávio Noronha, mantendo a liminar que permite públicos nos jogos do Flamengo realizados no Maracanã, publicada na tarde desta terça-feira (14), incomodou o Grêmio. Em entrevista ao Hoje nos Esportes, da Rádio Gaúcha, o vice-presidente jurídico do Tricolor, Nestor Hein, disse que o time gaúcho está indignado com o fato de os cariocas estarem rompendo o acordo para a Copa do Brasil.

— Além de ter um time poderoso, fora de campo o Flamengo tem até mais força do que a CBF e os outros 19 clubes brasileiros. Tanto que está prevalecendo a subversão da regra em nome do interesse do Flamengo. Tentamos via STJD e aquele dublê de presidente e menino sequer despachou o pedido dos times.

Publicidade

As críticas ao presidente Otávio Noronha seguiram. Antes do final da entrevista, Hein esclareceu que não está criticando a idade do colega de profissão, mas sim a incapacidade para ocupar a função:

— Este moleque que é presidente não quis receber os advogados dos clubes e não despachou. Quis barrar a medida do Grêmio — criticou, questionando: — Neste ambiente de molecagem, como ficamos, desamparados por quem deveria nos amparar?

A decisão assinada por Noronha afirma que o contexto pandêmico onde CBF e clubes acertaram as regras para presença de público nos estádios era outra, diferente da atual. O presidente do STJD argumenta que as autoridades locais podem autorizar o ingresso de torcedores nas praças esportivas.

— O futebol brasileiro reproduz outras práticas políticas no país. Então estamos vivendo um clima de anormalidade, onde o infrator tem a cobertura do sistema de justiça desportiva. É preciso uma resposta séria a um time que desafia outros 19 — afirmou o advogado gremista.

Publicidade