Em podcast, Marcos Braz abre o jogo e explica atual situação de Oscar
Em podcast, Marcos Braz abre o jogo e explica atual situação de Oscar
Publicidade

O momento atual do Flamengo reacendeu as esperanças dos torcedores, algo que vinha “apagado” depois de 2019, quando Jorge Jesus conquistou vários títulos e conseguiu colocar os cariocas em outro patamar. Depois de alguns sofrimentos com Paulo Sousa, que foi muito criticado, Dorival Júnior conseguiu colocar ordem na casa e voltar a ser protagonista.

Resta claro que todo esse sucesso recente se dá pelo fato de que os jogadores conseguiram botar em prática as ideias do técnico, mas algumas mudanças feitas dentro de campo surtiram efeito, fazendo com que o Mais Querido passasse de coadjuvante a principal candidato a erguer várias taças esse ano, tanto na Libertadores, como no Brasileirão e Copa do Brasil.

Publicidade

Todos os 11 iniciais, fora os que sempre acabaram entrando durante a partida, são extremamente importantes na engrenagem, mas existem aqueles que são insubstituíveis, justamente por tudo que conseguem render, com qualidade, raça e regularidade. Em entrevista ao portal “GOAL” em seu canal na “Twitch”, Marcos Braz falou sobre a venda de alguns nomes, mas citou um em especial como “inegociável”:

“Gabigol, o que pagamos a gente teve muito mais. Pedro, o que a gente pagou, tivemos muito mais. Arrascaeta, o que a gente pagou do Arrascaeta não me interessa vender, eu não quero vender o Arrascaeta”, afirmou o mandatário, deixando claro que o uruguaio é um dos preferidos internamente, por todo seu profissionalismo.

Nas arquibancadas, a fama do camisa 14 é a mesma, sendo ídolo da grande parte dos flamenguistas, até porque foi pivô de quase todos os títulos que foram conquistados nos últimos anos, com gols e assistências. Desde que foi contratado junto ao Cruzeiro em 2019, o gringo já fez 178 jogos, 50 gols e incríveis 63 assistências.

Fonte: Bola vip

Publicidade