Marcos Braz ironiza ameaças do Dínamo de Moscou: “Muito choro”
Marcos Braz ironiza ameaças do Dínamo de Moscou: “Muito choro”
Publicidade

COLUNA DO FLA: O Flamengo está se reforçando o máximo que pode nesta janela de transferências. Depois de fechar com Cebolinha, Vidal e Pulgar, o Mais Querido contratou Guillermo Varela. A negociação com o lateral direito uruguaio, inclusive, começou logo após o jogador acionar a Fifa para sair do Dínamo de Moscou (RUS). Marcos Braz, vice-presidente do Fla, explicou a situação em meio a ameaças do clube russo de processar o Rubro-Negro.

— O Flamengo não tem nenhuma relação com o Dínamo. O Flamengo negociou com o jogador e ele, por livre espontânea vontade, acionou a cláusula da Fifa e saiu do clube. Diante disso, o Flamengo se sentiu a vontade para contratá-lo. Houve muito choro nas redes sociais do Dínamo, mas é um dispositivo que pode ser usado e tem muita gente usando. Acho até forte, mas aí já não é comigo — explicou Braz.

Publicidade

Alegando que o Flamengo incentivou Varela a acionar cláusula da Fifa, que suspende o contrato de qualquer jogador que atue na Rússia ou na Ucrânia, o Dínamo de Moscou estuda acionar a própria entidade. No entanto, após analisar o caso e se sentir seguro na negociação, o Mais Querido avançou com o estafe do uruguaio e oficializou a transferência.

Varela chega ao elenco rubro-negro para ser opção à lateral direita do clube, isso porque Rodinei e Matheuzinho são inconstantes em suas atuações, sob olhares da comissão técnica e de torcedores. O uruguaio ainda não foi apresentado em entrevista coletiva, como Pulgar foi nesta quinta (04), mas já treina com o grupo de atletas e se prepara para a sequência da temporada.

O Mengo, por sua vez, encara o São Paulo no próximo compromisso. A bola rola às 20h30 (horário de Brasília) do sábado (06), pela 21ª rodada do Brasileirão.

Publicidade