Jornalista diz não gostar de como Gabigol bate pênaltis: “Prefiro jogador que não espera o goleiro”
Jornalista diz não gostar de como Gabigol bate pênaltis: “Prefiro jogador que não espera o goleiro”
Publicidade

COLUNA DO FLA: O aproveitamento de Gabriel Barbosa em cobranças de pênalti tem ganhado ainda mais espaço na mídia esportiva. Há até quem o classifique como melhor do mundo no quesito atualmente. Das 23 cobranças do camisa 9 da Gávea, 22 terminaram dentro da rede e uma parou no travessão. Ou seja, ainda nenhum goleiro conseguiu superar Gabigol frente a frente.

Mesmo diante dos elogios no tema e comparações a Lionel Messi, há quem não se renda. Sérgio du Bocage, apresentador do programa ‘No Mundo da Bola’, diz que não gosta da maneira que Gabigol desenvolve suas cobranças. Para ele, o atacante não deveria esperar tanto o goleiro.

Publicidade

– Quando um atacante tem uma oportunidade clara de gol, ele finaliza sem firulas. Um pênalti é uma situação como essa e, por isso, gosto de jogador que parte pra bola decidido, sem esperar o goleiro, vai direto e bate. Por isso, não gosto de como o Gabigol bate pênaltis. Mas sem dúvidas, o aproveitamento dele me contradiz e contra números claros não podemos discutir. É uma questão de gosto e, quem sabe, uma implicância de um jornalista das antigas, acostumado a outros batedores de qualidade -, opinou.

Opinião totalmente contrária a de Ricardo Gonzalez, comentarista do SporTV, e colega de profissão de Sérgio Du Bocage. Para o profissional dos canais Globo, Gabigol, hoje, no quesito, é superior ao argentino Lionel Messi.

– Não só pelo aproveitamento, mas pelo estilo. Sem comparação com o tamanho do jogador, o Gabigol cobra melhor que o Messi. Tem uma brincadeira no Barcelona na qual dizem que o Messi deveria bater pênalti com barreira porque aí ele seria imbatível – o argentino é mesmo espetacular em cobranças de faltas. A técnica do Gabigol é muito difícil, porque exige um fundamento apurado em conclusão e uma capacidade.

Publicidade