“Gabigol versão 2021 é mais evoluído que o de 2019”, afirma Pedro Ivo
“Gabigol versão 2021 é mais evoluído que o de 2019”, afirma Pedro Ivo
Publicidade

DIÁRIO DO FLA: A temporada de Gabigol até aqui é espetacular. O atacante disputou 14 jogos, marcou 15 gols, sendo 6 deles em 5 partidas da Libertadores e 3 nas finais do Campeonato Carioca, contra o Fluminense, além de ter dado 2 assistências. O desempenho fez com que o jogador, inclusive, fosse convocado para a Seleção Brasileira. O comentarista da ESPN, Pedro Ivo, afirmou no programa “Linha de Passe” que considera o momento atual do camisa 9 melhor até do que o de 2019.

“Gabigol versão 2021 é mais evoluído que o de 2019”, afirmou Pedro Ivo. O comentarista argumentou que o atleta está mais evoluído do que no ano em que conquistou a Libertadores. “A gente tinha uma outra imagem do Gabigol em 2019. Era um outro Flamengo, com Bruno Henrique muitas vezes até melhor que o Gabriel na Libertadores e no Campeonato Brasileiro, o Everton Ribeiro muito bem. Hoje, eu vejo o Gabriel, de longe, como o melhor jogador do ataque do Flamengo, ao lado também do Arrascaeta, mas muito mais decisivo, letal. Então, eu vejo o Gabigol mais completo, um Gabigol que sai, que arma, que combate, que distribui, que dá opção, que é muito melhor, muito mais inteligente para o time do que o Gabigol de 2019. A evolução do que se consegue entregar em 2021, para mim está muito além. Eu vejo um Gabriel mais evoluído. Ao meu ver, uma versão melhor do Gabriel”, disse.

Publicidade

O narrador João Guilherme, que também participou do programa, concordou com a fala de Pedro Ivo e destacou a idade do atacante:

“Vale lembrar que ele tem apenas 24 anos e eu concordo plenamente. Ele vem em franca evolução e está longe de atingir o ápice. Ele é um jogador que oferece muitas possibilidades. Ele não é apenas um jogador de área, um grande artilheiro, um finalizador. Ele é um jogador que colabora muito com a equipe e vem ampliando as suas virtudes”.

Gabigol chegou no Flamengo em 2019. O atacante já disputou 116 jogos pelo Mais Querido, com 85 gols, 26 assistências e 8 títulos. Além disso, já bateu alguns recordes no rubro-negro, como o de ser o maior artilheiro do século e o jogador com mais gols em Libertadores na história do clube.

Publicidade