Flamengo pega Juventude com desafio na criação para seguir vivo pelo tri
Flamengo pega Juventude com desafio na criação para seguir vivo pelo tri
Publicidade

Em seu último compromisso antes do retorno dos selecionáveis Isla, Everton Ribeiro e Gabigol, o Flamengo terá mais uma prova de fogo para seu elenco no jogo de hoje (13) contra o Juventude, às 19h, no Maracanã, pelo Brasileiro.

Além dos desfalques causados pelas Eliminatórias, o técnico Renato Gaúcho tem uma dor de cabeça extra para montar a sua equipe, especialmente o setor de criação. Sem Vitinho, suspenso pelo terceiro amarelo, o treinador terá de encontrar soluções para mandar um time criativo a campo.

Publicidade

Sem poder contar também com Arrascaeta, que vai ficar até três semanas fora por conta de uma lesão na coxa, e também com Diego, ainda em recuperação de um edema na panturrilha, o técnico perdeu todos seus principais cérebros de uma tacada só, cenário que abre espaço para uma possível escalação do jovem Lázaro.

O meia soma alguns minutos com Renato, mas ainda não começou nenhum jogo com o treinador. Ele tem a seu favor o fato de o comandante não gostar de improvisos, mas a balança pode pesar para o lado de Kenedy por conta da experiência, apesar de a falta de sequência preocupar.

Caso o atacante seja escolhido para formar uma trinca com Pedro e Michael, o Flamengo ganha em ofensividade, mas perde em cadência. Neste cenário, a tendência é que Thiago Maia e Andreas Pereira joguem um pouquinho mais avançados. Outra alternativa é a entrada do volante João Gomes.

— Nosso torcedor pode ficar tranquilo, pois sempre buscamos o melhor para o clube. O Flamengo está invicto há seis partidas. Estamos na final da Libertadores, estamos na semifinal da Copa do Brasil, e estamos brigando pelo título brasileiro. Eu tenho esse sonho de ganhar o Brasileiro, disse Renato.

A 11 pontos do líder Atlético, o Rubro-negro vai sobrevivendo em meio aos desfalques na temporada. A partida desta noite é encarada como chave para que a equipe se mantenha na caça aos mineiros e siga sonhando com o tricampeonato. A boa nova para o torcedor fica por conta do retorno de Diego Alves, que levou um pisão no pé e desfalcou o time na vitória por 3 a 0 sobre o Fortaleza.

— Estamos a 11 pontos do Atlético, mas temos dois jogos e menos e um confronto direto. O Flamengo é o único na disputa de três competições e que está bem nas três competições. O Flamengo é muito grande para desistir de qualquer competição, afirmou o técnico.

Retirado de: UOL

Publicidade