Flamengo economiza R$ 28,6 milhões em salários com saída de 10 jogadores
Flamengo economiza R$ 28,6 milhões em salários com saída de 10 jogadores
Publicidade

COLUNA DO FLA: O Flamengo começou a temporada prevendo uma reformulação na comissão técnica e no estafe do clube. Entretanto, além disso, inúmeras saídas de jogadores vêm acontecendo – dez ao todo -, e, com isso, o Rubro-Negro economizará R$28.602.819,70 no ano.

Até então, nove jogadores se despediram do Flamengo. Gabriel Batista, por sua vez, será o décimo. O atleta está próximo de dar adeus ao clube carioca, pois não está nos planos de Paulo Sousa e também enxerga como essencial uma mudança de ares. Somando com o arqueiro, o Fla estima economizar R$ 28,6 milhões. A informação foi divulgada primeiramente pelo GE.

Publicidade

Além de Gabriel Batista (situação bem encaminhada), deixaram recentemente o Flamengo César (saída definida), João Lucas (agora jogador do Cuiabá), Bruno Viana (fim de empréstimo), Hugo Moura (emprestado ao Athletico-PR), Vitor Gabriel (emprestado ao Juventude), Piris da Motta (vendido ao Cerro Porteño), Bill (vendido ao Dnipro-UCR), Max (vendido ao Colorado-EUA) e Kenedy (de volta ao Chelsea após solicitação do clube inglês).

A contabilidade feita abrange salários, direitos de imagem e encargos que o Flamengo teria de arcar até o fim dos vínculos dos atletas citados. Do grupo dos que saíram, Kenedy, cujo contrato tinha validade até 31 de julho, era quem mais gerava custos aos cofres rubro-negros.

Além de economizar, o Flamengo receberá cerca de R$ 15 milhões com as vendas de Piris da Motta, Max, Bill e João Lucas. Os dois primeiros renderão US$ 1 milhão cada. O ponta sai por 400 mil euros, e o lateral-direito por cerca de R$ 1 milhão.

Publicidade