Flamengo e Palmeiras mostraram que estão à frente dos adversários
Flamengo e Palmeiras mostraram que estão à frente dos adversários
Publicidade

YAHOO: Alexandre Praetzel

Flamengo e Palmeiras fizeram uma decisão muito boa da Supercopa do Brasil. O segundo título consecutivo rubro-negro do torneio mostrou dois times ofensivos, criativos e técnicos no tempo normal, com a vitória flamenguista nos pênaltis. Diego Alves acabou sendo o grande personagem, num momento que o Palmeiras teve duas oportunidades para levar a taça, com Luan e Danilo desperdiçando as cobranças.

Publicidade

Desde o início, Flamengo e Palmeiras quiseram jogo e partiram para o ataque. Veiga abriu o placar num drible lindo sobre William Arão e Gabriel empatou, após lance de futsal de Filipe Luís. O Fla virou com Arrascaeta batendo no contrapé de Weverton com cinco palmeirenses apenas assistindo. A virada carioca foi justa pela qualidade dos atletas, mas o Palmeiras foi prejudicado com um pênalti bem assinalado por Leandro Vuaden, que voltou atrás por determinação de Wagner Reway, o analista do VAR.

No segundo tempo, Abel Ferreira (bem expulso por reclamação) voltou com Gabriel Menino e Danilo nos lugares de Felipe Melo e Zé Rafael. O Palmeiras equilibrou o meio-campo, ajustou a marcação e tirou os espaços do Flamengo. O Verdão cresceu e criou várias chances até igualar o escore com pênalti convertido por Veiga, depois de falta de Rodrigo Caio em Rony. O resultado acabou sendo correto pelos desempenhos das duas equipes.

O cenário pós-final é uma constatação de que Flamengo e Palmeiras estão à frente dos seus adversários. Talvez o Atlético-MG possa ser um oponente mais próximo dos dois. Com elencos de qualidade e boas opções, Flamengo e Palmeiras poderão manter o protagonismo se entenderem que não é possível se acomodar e achar que só com nomes, as conquistas virão.

Vem aí a Libertadores da América e a Série A do Brasileiro, além da Copa do Brasil. Os pódios têm vagas bem guardadas para os dois. É só focar, concentrar e respeitar o futebol.

Publicidade