“Flamengo é espetacular com a bola e assustador sem ela”, analisa jornalista
“Flamengo é espetacular com a bola e assustador sem ela”, analisa jornalista
Publicidade

O Flamengo iniciou bem a temporada e, dos 12 duelos comandados por Ceni até o momento, o time sofreu apenas uma derrota. No total, 34 gols foram marcados, contra 16 sofridos. Com o objetivo de explicar sobre as persistentes falhas ocorridas no sistema defensivo do clube, PVC falou um pouco sobre a transição lenta.

De acordo com o jornalista, este é um dos principais problemas do atual elenco rubro-negro, que oferece muita ofensividade, mas peca excessivamente na transição defensiva.

Publicidade

— Dos dezessete desarmes do Flamengo contra o Unión La Calera, nove foram no campo de ataque. Isto dá noção de que o problema defensivo não se dá apenas pela falta de pressão. A transição defensiva segue lenta (…). O Flamengo é espetacular com a bola no pé e assustador sem ela. Dos 19 gols sofridos na temporada 2021, incluindo os jogos sem Rogério no banco, nove foram de bola parada.

PVC ainda alertou sobre a necessidade de as arestas do time serem aparadas antes que duelos mais decisivos ocorram e o Flamengo fique pelo caminho nas eliminatórias das competições que participa.

— O susto precisa ser corrigido antes dos mata-matas da Libertadores e Copa do Brasil, mas já há uma ameaça anterior: o Fluminense. Ninguém duvida que o estadual é a última das prioridades do clube, mas uma eventual derrota para o rival na decisão estadual causaria turbulências.

Precisando tornar seu sistema defensivo efetivo, o Mais Querido mira o primeiro confronto pela final do Campeonato Carioca. A bola rolará para Flamengo e Fluminense neste sábado (15), às 21h15 (horário de Brasília), no Maracanã.

Publicidade