Flamengo destinará verba de 2019 para indenização de famílias
Flamengo destinará verba de 2019 para indenização de famílias

Em uma grande temporada e com a chegada de títulos de extrema relevância, o Flamengo hoje possui uma receita excedente. Com isso, na última segunda-feira (02), o Conselho Diretor do Flamengo projetou a utilização de quase R$ 300 milhões destes recursos para a próxima temporada.

Após superar a meta orçamentária de 2019 e ultrapassar R$ 900 milhões adquiridos com os títulos do Campeonato Brasileiro e com a Libertadores, o objetivo é montar um elenco ainda mais forte. Dessa forma, para 2020, a receita rubro-negra pode passar de R$ 1 bilhão.

No início deste ano, R$ 700 milhões foram projetados, porém a considerável diferença será voltada prioritariamente para o futebol. Além disso, parte da receita será destinada ao pagamento de indenizações para as famílias das vítimas do incêndio, no CT do Ninho do Urubu, em fevereiro.

Vale ressaltar que até o momento, a diretoria do clube fechou um acordo com quatro representantes dos jovens que foram a óbito na tragédia. Além disso, o Flamengo já gastou R$ 2 milhões com pensões e indenizações por dano moral.

Assim, representantes das famílias dos Garotos do Ninho aguardam contatos com advogados do clube. Porém, o presidente Rodolfo Landim, já esclareceu que mesmo com a vontade do Flamengo em solucionar, é preciso um acordo comum em termos de valores.

Próxima temporada Portanto, com a Reunião do Conselho Diretor sobre a receita gerada, as diretrizes serão voltadas ao investimento em reforços de peso, e no ressarcimento dos familiares dos Garotos do Ninho.

É necessário frisar ainda, que mesmo após 10 meses da pior tragédia ocorrida no Mais Querido, é preciso dar prioridade as famílias dos nossos Garotos do Ninho. Aliás, nunca devemos deixar de entonar nossa canção nos estádios, e acima de tudo, apoiar as vítimas dessa fatalidade.

Os títulos desse ano foram conquistados pela força e amor ao Flamengo. Porém, é

imprescindível honrar com os jovens que sempre tiveram o mesmo sonho de toda a Nação, o de um dia conquistar a América.

REDAÇÃO RUBRO-NEGRA: Por Fernanda Fernandes