Flamengo desperdiça chances claras, fica no empate com o Peñarol, mas avança às oitavas da Libertadores   Gávea News
Flamengo desperdiça chances claras, fica no empate com o Peñarol, mas avança às oitavas da Libertadores Gávea News

Peñarol (URU) e Flamengo se enfrentaram na noite desta quarta-feira (08), no estádio Campeón del Siglo, pela última rodada da Copa Conmebol Libertadores. Com muitas chances desperdiçadas, o clube da Gávea não saiu do 0 a 0 com o adversário, mas conseguiu a classificação para as oitavas do torneio continental e, de quebra, eliminou os uruguaios.

O Rubro-Negro agora se volta para o Campeonato Brasileiro, competição na qual enfrenta a Chapecoense, já no próximo domingo (12), pela quarta rodada. A bola rola para as duas equipes às 11h (horário de Brasília), e o palco será o Maracanã.

RESUMO DO JOGO

O Flamengo iniciou a partida da maneira que se esperava: chegava com perigo, conseguia ocupar os espaços no campo ofensivo, mas pecava nas finalizações para o gol. A primeira grande oportunidade surgiu ainda aos dois minutos, com Gabriel Barbosa. O atacante recebeu belo passe de Arrascaeta, ficando cara a cara com o goleiro, mas arrematou para fora e perdeu ótima chance de abrir o placar.

Pouco ameaçado pelo Peñarol no início de jogo, o Fla teve outra oportunidade aos 22, novamente com Arrascaeta acionando Gabigol. O camisa 9 ficou em boas condições de finalizar, porém mandou por cima do gol defendido por Dawson.

A equipe da Gávea trabalhava com tranquilidade a bola, criava chances de gol, mas continuava pecando nas conclusões, e assim permaneceu durante todo o primeiro tempo. Aos 47, Arrascaeta enfiou mais um lindo passe, desta vez para Willian Arão, que cruzou pelo alto. Bruno Henrique, no entanto, não conseguiu alcançar.

O clube carioca voltou para a etapa complementar com mesma intensidade, tentando criar a todo instante chances de gol. Logo aos 11 minutos, Everton Ribeiro deixou Gabriel novamente em ótimas condições de finalização. O camisa 9 chutou, mas parou em Dawson, que fez boa defesa para evitar o primeiro gol rubro-negro.

Perdendo muitas chances no jogo, o Flamengo ainda teve que lidar com a expulsão de Pará, que levou o segundo amarelo e acabou deixando a partida mais cedo, desajustando a equipe.

O embate, que se mostrava dominado pelo Fla, ficou ainda mais tenso, uma vez que a LDU abriu 2 a 0 sobre o San José no Grupo D, resultado que precisava para eliminar o time uruguaio. Diante da situação, o adversário do Rubro-negro partiu para cima e conseguiu criar perigo ao gol de César, que até então não tinha trabalhado de maneira efetiva.

A primeira grande chance dos alvirrubros aconteceu aos 24, Giovanni González. O lateral direito avançou atá a área e bateu cruzado. A bola saiu desviada e passou com muito perigo à direita do goleiro César. A partir daí, se deu praticamente uma verdadeira pressão do Peñarol, que buscava as jogadas através de levantamentos na área. Os comandados de Abel Braga se seguraram e novamente perderam outra grande oportunidade, desta vez com Vitinho.

Com os uruguaios totalmente no ataque, Vitinho recebeu sozinho, ficou cara a cara com Dawson, mas arrematou em cima do goleiro e perdeu outra grande chance. Por fim, a equipe da Gávea não foi bem, mas fez o suficiente para se classificar às oitavas de final, eliminando o adversário da libertadores.

Retirado de: Coluna do Flamengo