Flamengo apresenta projeto social para crianças carentes
Flamengo apresenta projeto social para crianças carentes
Publicidade

Foto: Paula Reis

SITE OFICIAL DO FLAMENGO: Nesta segunda-feira (8), completaram-se dois anos do incêndio no Centro de Treinamento do futebol do Flamengo em que perdemos Nossos 10 – Athila, Arthur, Bernardo, Christian, Gerson, Jorge Eduardo, Pablo Henrique, Rykelmo, Samuel e Vitor Isaías. Como forma de homenagear as famílias das vítimas e em honra à memória dos garotos, o clube organizou uma missa, na sede social da Gávea.

Publicidade

Antes, pela manhã, em São João de Meriti, dirigentes e funcionários do Rubro-Negro estiveram presentes em um culto em homenagem aos meninos e na apresentação do projeto social “Escola com Bola – Samuel e Christian”, que promove reforço escolar e modalidades esportivas para crianças em situação de vulnerabilidade da região.

“As pessoas acham que o Flamengo não tem sensibilidade, mas a gente está com o coração partido desde então. Nós éramos os guardiões daqueles garotos, então temos que estar aqui e, mais uma vez, pedir perdão para esses pais. Nós nunca vamos esquecer dos nossos meninos. Agradeço muito por ter sido recebido aqui. Vocês estão de parabéns, porque vocês estão transformando uma coisa negativa em positiva (com o “Escola com Bola”). Esse projeto é muito bonito, vocês estão onde as pessoas precisam. Estaremos sempre juntos”, disse, emocionado, o vice-presidente Geral e Jurídico do clube, Rodrigo Dunshee.

À tarde, na missa ministrada pelo padre Thiago Azevedo, da paróquia Santos Anjos, no Salão Nobre da Gávea, estiveram presentes o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, acompanhado de sua esposa, ngela Machado, o presidente da Assembleia Geral, Marcelo Conti, o presidente do Conselho Deliberativo, Antonio Alcides Freire, o presidente do Conselho de Grandes Beneméritos, Moysés Akerman, o vice-presidente Geral e Jurídico, Rodrigo Dunshee, e o CEO, Reinaldo Belotti, além de diretores-executivos, demais vice-presidentes e funcionários do clube. Representando as famílias, estavam na missa o irmão mais velho e o pai de Christian Esmério, Cristiano, que, ao lado de Miltinho, tio de Samuel, é um dos responsáveis pelo projeto “Escola com Bola”.

“Essa foi uma iniciativa muito boa. Bacana poder vir aqui e ter participado dessa homenagem. Em nome dos familiares, fiquei grato por ter tido essa missa. Mesmo com as dificuldades, fiz questão de vir e receber essa homenagem do Flamengo e de todos que se programaram para estar aqui e fazer essa homenagem aos nossos meninos”, disse Cristiano Esmério, pai de Christian, que segue em negociação com o clube.

O Flamengo já fechou acordo com oito famílias e meia: com os responsáveis de Arthur Vinicius, Athila Paixão, Bernardo Pisetta, Gedson Santos, Jorge Eduardo, Samuel, Pablo Henrique, Vitor Isaías e o pai de Rykelmo.

Publicidade