Flamengo ainda tinha mais de R$ 15 milhões a pagar por Gerson
Flamengo ainda tinha mais de R$ 15 milhões a pagar por Gerson
Publicidade

O Flamengo acertou a venda de Gerson ao Olympique de Marselha por 25 milhões de euros (R$ 154 milhões na cotação atual). Nas contas rubro-negros, contudo, o meio-campista não representará apenas receitas: o clube ainda tinha valores em aberto a pagar pelo jogador.

Segundo o último demonstrativo financeiro divulgado pela equipe carioca, ao final do primeiro trimestre de 2021, entre valores devidos à Roma, comissões e luvas, Gerson ainda representava mais de R$ 15 milhões a serem pagos pelo Flamengo.

Publicidade

A maior parte desse valor, R$ 13,37 milhões eram devidos à Roma, pela compra dos diretos do atleta, fechada em 2019, por 10 milhões de euros, quantia que foi parcelada.

Todos os outros valores são referentes a custos de comissão e luvas acertadas também no momento de assinatura do contrato. A maior dívida do Flamengo nesse quesito era com a empresa “Brazil Football Ltda”, do empresário Flávio Simões Brissant.

Eram poucos mais de R$ 2 milhões a serem pagos pelo Flamengo, mas o valor não é referente apenas a Gerson. Inclui também acerto por Everton Ribeiro.

Já R$ 1,93 milhão deveriam ser pagos pelo Flamengo através da empresa “P&P Sport Management”, do empresário italiano Federico Pastorello, o mesmo de jogadores como Romelu Lukaku. Essa cifra, sim, era devida exclusivamente pelo negócio com Gerson.

O último valor em aberto do Flamengo com Gerson até março de 2021 era com a “Jssilva Direito de Imagem Atividade Esportiva Profissional”, empresa ligada ao próprio jogador, que tinha R$ 197 mil a receber – ao final de 2020, eram R$ 277 mil.

Segundo o site “Globo Esporte”, apesar do negócio de 25 milhões de euros, o Flamengo só receberá 5 milhões de euros (R$ 31 milhões) em 2021. O restante também será pago de maneira parcelada pelos franceses. Há ainda possíveis bônus por metas para Gerson.

Retirado de: ESPN

Publicidade