“Eu acho que o Renato vai conseguir melhorar bastante o Flamengo porque não é inventor”, diz Maurício Prado
“Eu acho que o Renato vai conseguir melhorar bastante o Flamengo porque não é inventor”, diz Maurício Prado
Publicidade

UOL: O Flamengo apresentou ontem (12) o técnico Renato Gaúcho, que chega para substituir Rogério Ceni e já tem pela frente o jogo com o Defensa y Justicia pela Libertadores. Vindo de um trabalho que teve sucesso no Grêmio, com títulos importantes é uma queda de rendimento do time na última temporada, ele tem o desafio de ajustar um elenco que é o atual campeão nacional.

Em sua participação no programa UOL News Esporte, com Domitila Becker, Renato Maurício Prado afirma que há otimismo com a chegada do treinador ao Flamengo, principalmente pela diferença de perfil em relação a Ceni, sem querer ser tão autoral na montagem do time.

Publicidade

“Eu acho que dá para esperar coisa boa. Não acho o Renato Gaúcho um gênio como treinador, mas não via muita opção neste momento para substituir o Ceni, porque precisava de um técnico para entrar e assumir logo, amanhã o Flamengo já joga pela Libertadores, não dava para ficar só com o técnico interino, com o Mauricio Souza”, diz Renato Maurício Prado.

“Eu acho que o Renato vai conseguir melhorar bastante o Flamengo, porque o Renato não é um inventor. Ao contrário do Rogério Ceni, que estava sempre querendo inventar alguma coisa, Arão na zaga, Diego de volante, Thiago Maia de ponta direita, o Renato Gaúcho costuma dizer o seguinte: futebol é uma coisa muito simples, basta jogar cada um na sua posição e ter um esquema tático bem definido”, completa.

O jornalista imagina que Renato Gaúcho, que foi campeão como jogador no Flamengo em 1987, possa repetir o que fez no Grêmio em termos de montar um time competitivo e brigar pelos principais títulos.

“Eu acho que é isso o que ele vai fazer no Flamengo, acho que a gente vai ver um Flamengo semelhante ao Grêmio dele mesmo, Renato Gaúcho, que ganhou Copa do Brasil, ganhou a Libertadores, teve vários sucessos, então eu estou otimista”, conclui.

Publicidade