Em 2020, Fluminense ofereceu Pedro ao Palmeiras para não negociá lo com o Flamengo
Em 2020, Fluminense ofereceu Pedro ao Palmeiras para não negociá lo com o Flamengo
Publicidade

TORCEDORES: Por Marcel Thomé

O feriado de “Dia das Crianças” e do “Dia de Nossa Senhora de Aparecida” começou com uma bomba nos bastidores do futebol. Segundo o jornalista Jorge Nicola, aliados de Leila Pereira, próxima presidente do Palmeiras, que fazem parte do seu grupo político, apoiam a possível contratação de Pedro, atualmente reserva de Gabigol no Flamengo.

Publicidade

A possibilidade, no entanto, é muito remota, já que o time carioca dificilmente liberaria seu jogador por um rival na disputas dos títulos. Além disso, Pedro foi comprado pelo Flamengo da Fiorentina-ITA por 14 milhões de euros (R$ 87 milhões na época) parcelados e tem contrato até 2025.

Para tirar Pedro do Fla, o Palmeiras precisaria desembolsar cerca de R$ 600 milhões, valor de multa rescisória do jogador. Para o exterior, o valor da multa gira em torno de 100 milhões de euros.

Jogador já foi oferecido ao Palmeiras

Se a chance de Pedro jogar no Verdão agora é praticamente nula, no passado ela poderia ter se tornado realidade. Em entrevista ao Fox Sports em 2020, Alexandre Mattos, ex-dirigente do Verdão revelou que o jogador foi oferecido.

“Quando o Flamengo foi no Pedro, o vice-presidente do Fluminense me ligou, o Celso Barros, e falou que não queriam vender o Pedro para times do Brasil, mas se ele não fosse para fora, não queriam vendê-lo para o Flamengo. ‘Se não vendermos para fora, você compra ele de mim?’ Ele perguntou. Eu disse, ‘compro, mas não temos dinheiro’. Eram 12 milhões de euros. Ele falou: ‘paga como você puder, mas para o Flamengo ele não vai’”, revelou Mattos.

O Flu acabou vendendo Pedro à Fiorentina-ITA, mas meses depois o jogador acabou voltando ao Brasil para defender o rubro-negro carioca.

Publicidade