Caboclo queria demitir Tite da seleção e contratar Jorge Jesus
Caboclo queria demitir Tite da seleção e contratar Jorge Jesus
Publicidade

Rogério Caboclo, afastado da presidência da CBF no último domingo (6), já planejava a saída de Tite da seleção brasileira. Mas, diferente do que foi amplamente noticiado, a intensão dele era contratar o técnico Jorge Jesus, ex-Flamengo, e não Renato Gaúcho. A informação é desta segunda-feira (7), do blog do Silvio Barsetti, do portal Terra.

Segundo a publicação, a presidente “chegou a acertar com um emissário da sua confiança detalhes de uma primeira conversa com o ex-treinador do Flamengo, o que seria feito nesta segunda-feira”, o que não aconteceu, já que Caboclo foi afastado do cargo.

Publicidade

A insatisfação de Tite com a CBF e a realização da Copa América no Brasil fez com que rumores sobre sua saída do cargo de treinador da seleção fosse noticiado fortemente no fim de semana passado. No entanto, diferente do que a maioria pensava, Renato Gaúcho, apontado como principal substituto, era o “plano B” do então presidente da CBF. Caboclo foi afastado da CBF após acusação de assédio sexual feita por uma funcionária da entidade.

Em entrevista coletiva nesta segunda, Tite negou ter sido ameaçado de demissão.

— Estou em paz. Estou em muita paz. Tenho muita paz pelas pessoas que tenho em volta, pelo grupo de pessoas energizando. Às vezes eu perco e alguém me retransmite, família ou amigo. Muito discernimento na conduta do nosso trabalho, disse o treinador.

Retirado de: Torcedores

Publicidade