Brasil e Paraguai já se ofereceram para receber a Copa América
Brasil e Paraguai já se ofereceram para receber a Copa América
Publicidade

Sem uma sede definida para receber a edição deste ano da Copa América, após o cancelamento da competição na Argentina, dois países surgem no cenário como potenciais anfitriões. De acordo com informações do jornal ‘Olé, da Argentina, dirigentes de Brasil e Paraguai já teriam manifestado à Conmebol o desejo de receber a competição quando a Colômbia foi retirada por causa de manifestações populares no país. O Chile, de acordo com o secretário-geral adjunto da Conmebol, Gonzalo Belloso, chegou a ser contatado, mas se recusou a organizar o torneio por causa de questões sanitárias no combate à pandemia da Covid-19.

Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, se reunirá nesta segunda-feira, em Assunção, no Paraguai, para determinar o futuro da competição e nem mesmo o cancelamento da competição está descartado, apesar do prejuízo financeiro que isso significaria para a entidade. A possibilidade de levar a Copa América para fora do continente já está descartada por causa das barreiras sanitárias adotadas na Europa e nos EUA. O anúncio de uma nova sede deve ser feito rapidamente, já que a data de abertura estava prevista inicialmente para o próximo dia 13.

Publicidade

A Conmebol decidiu suspender a Copa América minutos depois de o ministro do Interior da Argentina, Wado de Pedro, ter alertado que era “muito difícil” realizar o torneio por causa da situação sanitária em seu país, que vive um agravamento da pandemia de Covid-19 – neste domingo, a Argentina computou 21.346 novos casos da doença (cujo total de positivos desde o início da pandemia ultrapassa 3,7 milhões) e 348 mortos (no total, são 77.456 vítimas).  De Pedro indicou também que a decisão final seria anunciada pelo presidente Alberto Fernández, nesta segunda-feira (31), mas a Conmebol, antecipou o anúncio.

Jogadores uruguaios fazem movimento contra a competição

Na semana passada, o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, viajou a Buenos Aires e se reuniu com Fernández para avaliar novos estádios no país depois da retirada da Colômbia. Os estádios do Estudiantes de La Plata, Vélez Sarsfield e Boca Juniors ficariam com os jogos previamente marcados para o território colombiano.

Ao mesmo tempo que a Conmebol busca uma nova sede, um movimento de jogadores pede a não realização do torneio. Fernando Muslera, goleiro do Uruguai, já declarou que a Copa América não deveria ser disputada e foi seguido pelos compatriotas Luis Suárez e Cavani.

Retirado de: Jogada 10

Publicidade