Bolzan volta atrás e descarta WO contra o Flamengo: “Não podemos prejudicar o futuro do Grêmio”
Bolzan volta atrás e descarta WO contra o Flamengo: “Não podemos prejudicar o futuro do Grêmio”
Publicidade

COLUNA DO FLA: Na última semana, os bastidores do futebol brasileiro estavam fervendo com a possibilidade que o Flamengo tem de receber público no Maracanã. E um dos principais clubes que se revoltaram com a decisão foi o Grêmio, que enfrenta o Mengão na próxima quarta-feira (15) pela Copa do Brasil. Dirigentes da equipe gaúcha chegaram até a cogitar não entrar em campo, mas pelo visto mudaram de ideia após consultar a CBF.

– O que eu posso dizer é que o Grêmio se prepara para jogar, esta é a intenção. Fizemos uma consulta formal à CBF. Nosso entendimento é que há uma quebra de isonomia. Estamos nos preparando e vamos jogar. Se houver alguma novidade, é uma questão institucional que será avaliada pelo Conselho de Administração capitaneado pelo presidente Romildo Bolzan Júnior -, afirmou Marcos Hermann, vice de futebol do Grêmio.

Publicidade

Vale lembrar que 17 clubes do Brasileirão entraram com uma ação para derrubar a liminar do STJD que libera torcida para o Flamengo. O dirigente do Grêmio disse ainda, que a decisão de entrar em campo visa não complicar o clube futuramente, já que o time gaúcho pode receber punições pesadas caso não compareça ao evento.

– O Flamengo não cumpre o que acorda, não há dúvida, mas o que temos que avaliar é os resultados de um eventual não comparecimento a um jogo. De uma forma ampla, para não prejudicar o Grêmio no presente e no futuro. Vamos aguardar a resposta da consulta e tomar uma atitude. Mas estamos nos preparando para jogar na quarta, contra o Flamengo, no Rio de Janeiro -, finalizou.

Publicidade