Atitude da diretoria do Flamengo incomoda Gerson
Atitude da diretoria do Flamengo incomoda Gerson
Publicidade

A festa pelo tricampeonato carioca do Flamengo pode ter sido também uma despedida para Gerson. Apesar de manter indecisão sobre trocar o Rio de Janeiro pela Europa novamente, o jogador se incomodou um pouco com a postura da diretoria em não esconder o desejo de negociá-lo, o que o aproxima de uma saída do clube.

Rubro-negro declarado e um dos destaques da equipe desde sua chegada, o camisa 8 recebeu ligação de Jorge Sampaoli, técnico do Olympique de Marselha, o incentivando a aceitar a proposta, informação primeiro veiculada pelo ge e confirmada pelo UOL Esporte.

Publicidade

Para pessoas próximas, o jogador ressaltou que o status que possui no clube de seu coração o seduzem mais do que times fora do mais alto escalão do futebol europeu. Ao mesmo tempo, ele vê falta de reciprocidade neste sentimento.

Apesar dos elogios de Rogério Ceni e Diego em declarações à imprensa, Gerson não se sente valorizado pelo Flamengo. O volante é um dos que ainda não recebeu prometido aumento salarial, e a diretoria admite que quer fazer caixa com uma venda do jogador.

— O Gerson é um grande jogador, a gente ama ele, a gente espera que ele tenha um futuro enorme no Flamengo. Mas o Flamengo também é um lugar que a gente quer que os jogadores sejam felizes. A gente tem que pensar na carreira das pessoas, claro que ajeitando com as necessidades do todo, mas a gente tem que pensar assim, disse o presidente Rodolfo Landim, após o título do Carioca.

Os valores envolvidos para jogar na França agradam, e o “Coringa” sabe que seguirá no radar da seleção brasileira — tanto a olímpica como a de Tite. Aos poucos, Gerson se convence de que a saída está próxima. O Rubro-Negro levaria 25 milhões de euros (R$ 162,5 milhões na cotação atual) e a negociação ainda poderia somar mais 5 milhões de euros em bônus a serem alcançados pelo jogador no clube francês.

Retirado de: UOL

Publicidade