Andrés Sanchez discute com jornalista e envolve o Flamengo
Andrés Sanchez discute com jornalista e envolve o Flamengo
Publicidade

TORCEDORES: Por Danielle Barbosa

A contratação do meio-campista Giuliano pelo Corinthians agitou a torcida Alvinegra nas redes sociais nesta sexta-feira (16), mas muitos jornalistas questionaram o momento financeiro vivido pelo clube para realizar uma operação envolvendo um jogador de peso e com passagem pela seleção brasileira, apesar do atleta de 31 anos estar livre no mercado. Um dos questionamentos foi rebatido por Andrés Sanchez, ex-presidente do Timão.

Publicidade

O jornalista Rodrigo Mattos, colunista do UOL Esporte, usou seu perfil no Twitter para ironizar a contratação de Giuliano. “Parabéns a quem foi otário e acreditou que o Corinthians tava economizando folha para pagar dívida. Joga a dívida do estádio para a época de Deus me livre, tem aí outros R$ 900 milhões no pendura por gastos excessivos e tá aí atrás de jogador caro na reengenharia financeira”, escreveu.

Andrés Sanchez parece ter se incomodado com a publicação e rebateu o post: “Flamenguista é duro”, começou. Andrés ainda completou. “E mais estude e aprenda pra escrever nós pegamos dinheiro no BNDS e estamos pagando, diferente do seu Flamengo que ganhou o Maracanã. Se informe melhor flamenguista. O dinheiro que pegamos, mais dez estádios pegaram e milhares de empresas também.

Primeiro reforço do Corinthians na temporada de 2021 e na gestão de Duílio Monteiro Alves como presidente do clube, Giuliano acertou um contrato válido até o fim de 2023, e segundo o UOL Esporte, só irá receber menos que Cássio, Fagner e Gil. O jogador estava sem clube desde a rescisão com o İstanbul Basaksehir, da Turquia, e era pretendido por Grêmio e Internacional.

Flamenguistas não só o jornalista kkkk

— Andres Sanchez (@andresanchez63) July 16, 2021

A contratação de Giuliano foi feita no momento em que foi divulgado que o Corinthians devia quatro meses de auxílios aos jovens da base do clube. Na quinta-feira, a diretoria conseguiu quitar parte desse débito, referente ao mês de abril, que deveria ter sido depositada em maio – segundo o Lance!, ainda estão em débito os valores de maio e junho. O atraso afeta mais de 50 atletas.

Publicidade