Abel Ferreira, do Palmeiras, se rende a Renato Gaúcho, do Flamengo
Abel Ferreira, do Palmeiras, se rende a Renato Gaúcho, do Flamengo
Publicidade

Após a derrota do Palmeiras para o Flamengo pela 20ª rodada do Brasileirão, Abel Ferreira assumiu a responsabilidade pelo revés e destacou os problemas do time na partida. O treinador ressaltou a desconcentração do time no primeiro gol do adversário, que ocorreu logo depois do Alviverde abrir o placar.

— Conseguimos criar oportunidades e fazer a bola chegar dentro da área do adversário. No primeiro tempo, só pecamos pelo erro coletivo. E eu sou o principal responsável. Sabíamos que não poderíamos baixar o foco. É um ponto crítico. Temos que olhar e melhorar. Entramos bem. Planejamos ter a bola e atacar com paciência. Adversário com muita qualidade e a forma de ganhar é ficar com bola. Mas quando jogamos para vencer campeonatos, não podemos sofrer gol no segundo a seguir de marcar. Tem a ver com foco e concentração – concluiu o técnico.

Publicidade

O comandante português também ressaltou a falta de eficiência do ataque do alviverde na partida e parabenizou a equipe de Renato Gaúcho pela atuação no Allianz Parque.

— Podemos discutir se foi ineficiência do Palmeiras ou eficiência defensiva do adversário. Na segunda etapa, fizeram o primeiro gol na bola parada e o terceiro em uma transição. Depois o jogo fica feito ao adversário. Assumir que erramos. Erros primários que não podemos repetir. E dar parabéns ao nosso adversário. É elenco contra outro. Equipe não se resume a 11 jogadores. Já falei que deveria ter 2 jogadores do mesmo nível para cada posição. Falei de Michael e Bruno Henrique, Pedro substitui Gabigol. Parabéns ao Renato Gaúcho e ao Flamengo. Temos que fazer mais e melhor. Percebemos que ali estava o espaço. O Breno pelo Wesley foi pra refrescar e continuar a colocar pressão. Parabéns para o Renato que leu bem a substituição e colocou dois laterais direitos à esquerda. É um jogo de gato e rato. Lembro de estar em Portugal, nem sonhava em não ser técnico do Palmeiras. Lembro que o Renato disse algo sobre Jorge Jesus. Não há reservas, há elenco. Reforçamos de acordo com a possibilidade. O adversário também. É elenco contra outro e já dei minha opinião.

Retirado de: Nossa Palestra – Artur Abramo

Publicidade